Pesquisa desenvolvida no CCET pode impactar desenvolvimento de tecnologia quântica

O vidro é conhecido pela humanidade há aproximadamente quatro mil anos e foi manipulado pelo homem de forma rudimentar durante muito tempo. No entanto, desde o início da era industrial, muita coisa evoluiu nas técnicas e tecnologias na fabricação vidros. Hoje esse material é encontrado em inúmeras ferramentas que facilitam o nosso dia a dia. Só para citar um exemplo que está bem ao nosso alcance, ele está presente nas telas de celulares e na composição dos cabos de fibra óptica, por onde trafegam diariamente uma infinidade de informações, como esse texto que você está lendo agora.

Entretanto, ainda há segredos escondidos na formação desse composto que desafiam a ciência. “Vidros são objetos que não possuem uma estrutura atômica regular como observamos em materiais sólidos, É importante destacar que entretanto, as propriedades físicas relacionadas ao processo de formação de vidros ainda não eram totalmente compreendidas. Neste contexto, Antonio César, Clebson Cruz e Wanisson Santana, professores do Centro de Ciências Exatas e das Tecnologias (CCET) da UFOB, desenvolveram um trabalho teórico onde buscaram compreender os processos físicos relacionados a formação de vidros.

Os pesquisadores são membros do Grupo de Informação Quântica (GRIQUE) e participaram de um estudo na área da física estatística sobre o processo de formação do vidro. A pesquisa foi realizada junto com outros dois colegas do GRIQUE, os professores Antonio César do Prado e Wanisson Silva Santana, além também contou com a participação do pesquisador Marcelo Moret, docente da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e integrante do Programa de Modelagem Computacional - SENAI/CIMATEC.

O grupo acaba de publicar um artigo com resultados dessa pesquisa na revista ‘Physical Review E’, que está entre as mais conceituadas publicações da área da física estatística. “Nós desenvolvemos um modelo teórico para a caracterização do processo de formação de vidros em líquidos super-resfriados. Esse estudo pode contribuir para o desenvolvimento de novas tecnologias na fabricação de LEDs, telas de cristal líquido e dispositivos baseados em tecnologias quânticas emergentes”, explicam os pesquisadores.

De acordo com o artigo, o modelo desenvolvido possibilita descrever de que maneira as propriedades de densidade e viscosidade dependem da temperatura no processo conhecido por transição vítrea, proporcionando uma nova interpretação física para os resultados experimentais difundidos na literatura especializada.

Leia o artigo aqui.

UFOB - Universidade Federal do Oeste da Bahia 
© 2018

Mapa do Site

Catálogo de Telefones

Reitoria
Rua Professor José Seabra de Lemos, 316.
Recanto dos Pássaros.
CEP: 47808-021
Barreiras – BA

Fone: +55 77 3614-3500