Estudante de Administração é campeão regional de Basquete 3x3

Dizer que uma pessoa de 1m84cm é baixinha pode parecer exagero, mas no basquete, esporte em que é comum ter jogadores gigantes, com mais de dois metros de altura, esta é uma realidade. Alheio a questões de tamanho, o estudante Marcos Paulo Pereira Nascimento, calouro do curso de Administração da UFOB, tem se destacado pela pontaria, tocos e habilidade com a bola laranja.
IMG-20190416-WA0057.jpg

Estudante da UFOB disputou Liga do Nordeste pela equipe CMO, de Luís Eduardo Magalhães


Aos 18 anos, Bob, como é conhecido pela galera da quadra, conquistou dois importantes feitos no Basquete 3x3, uma das mais novas modalidades olímpicas dos Jogos de Tóquio-2020. O ufobiano foi campeão da Liga Nordeste, na categoria sub-22, e ficou em quarto lugar no Campeonato Baiano, categoria adulta, disputados no final de março, em Lauro de Freitas e Salvador, respectivamente.

Competindo com jogadores de vários estados do Nordeste e da Bahia, Bob, que foi chamado de última hora para compor a equipe, foi uma das revelações dos torneios. Atleta de basquete de rua, nome popular do esporte, desde os 15 anos, o jovem iniciou sua trajetória na quadra aberta no Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) do Rio Grande. De lá, foi para o Parque de Exposições Engenheiro Geraldo Rocha, em Barreiras, onde pode ser facilmente visto todas as noites batendo o baba.

BasquetedeRua_Bob.jpg


Bob pratica o Basquete 3x3 todas as noites no Parque de Exposições Engenheiro Geraldo Rocha, em Barreiras

Agora, o próximo desafio de Bob é montar uma equipe na UFOB. Para tanto, junto com outros colegas, já iniciou as conversas para formalizar a prática do esporte na Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec). A ideia é abrir espaço para que estudantes de todos os cursos adeptos do basquete de rua possam treinar e participar das competições. 

O Basquete 3x3
É uma modalidade disputada geralmente em quadras abertas, com metade do tamanho das oficiais. Nele, são mantidas as demarcações originais do Basquete convencional, como uma linha de lance livre, uma de dois pontos, e um semicírculo abaixo da cesta. As equipes possuem três jogadores, mais um suplente.

As partidas duram 10 minutos ou são finalizadas quando uma das equipes atinge 21 ou mais pontos. Cada uma possui 12 segundos para executar suas jogadas e marcar sua pontuação, que pode variar entre lances de dois pontos (atrás da linha demarcada), e um ponto (dentro da linha ou lances livres, semelhantes ao do basquete convencional). Quando empata, há uma prorrogação, em que a primeira equipe a marcar dois pontos é a vencedora.

UFOB - Universidade Federal do Oeste da Bahia 
© 2018

Mapa do Site

Catálogo de Telefones

Reitoria
Rua Professor José Seabra de Lemos, 316.
Recanto dos Pássaros.
CEP: 47808-021
Barreiras – BA

Fone: +55 77 3614-3500